"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

13 de fevereiro de 2015

"Jamie Magazine" passou pelo Alentejo

Clique aqui para ver a revista na íntegra
Clique na imagem para ver a revista na íntegra
Sei que já vou um pouco atrasada com esta notícia mas não poderia deixar passar ao largo o reconhecimento dos sabores do Alentejo por parte do famoso chef britânico, Jamie Oliver.

Na edição de Janeiro da "Jamie Magazine", Kevin Gould passou por diversas localidades mostrando o que de melhor por lá existe. Calculo que tenha tido uma tarefa bastante árdua porque, para além do Alentejo ser enorme, a quantidade de boa comidinha e artesãos, cozinheiros e estabelecimentos fantásticos é imensa!
Aproveitando a boleia desta edição, destaco a bela localidade de Serpa, perto de Beja, e uma casa que adoro de coração: a Casa Paixão.
Na revista podemos ler sobre ela: "Mind-blowing, just-baked queijadas made with local sheep's milk ricotta in this gorgeous old bakery" (em português livre, "Queijadas fantásticas e acabadas de fazer, feitas com requeijão nesta lindíssima pastelaria antiga").





Com uma já longa história de fabrico de bolos e das melhores Queijadas de requeijão (Queijadas de Serpa) da região, a Casa Paixão continua a deliciar quem por lá passa. Falo obviamente dos bons sabores que podemos encontrar mas também da aura envolvente; o cheirinho das queijadas acabadas de sair do forno, a simpatia e o bem receber de quem lá trabalha, o espaço de aspecto rústico que nos transporta para tempos antigos... só de pensar já estou a ficar cheia de saudades de lá voltar!

A história desta casa começou nos idos anos de 1977 quando uma grande senhora, Dª. Conceição Paixão, vendo-se com poucos recursos monetários e com dois filhos ainda pequenos, decidiu ouvir a sua filha mais velha e fazer bolinhos para vender de porta em porta aos seus vizinhos. Cristina, a filhota, pegou nos bolos acabados de fazer e quando chegou ao final da sua rua, já tinha vendido tudo o que levava e ainda trazia pedidos para mais. Conceição munida com o seu jeito natural para a doçaria e com a receita tradicional das queijadas que uma senhora da terra lhe tinha passado, começou a dedicar-se a esta arte e o resto... é história!

Volvidos quase 40 anos, o negócio passou para a geração seguinte. Ana Paixão Frade, neta de Conceição, tendo terminado os seus estudos, viu-se na mesma situação que muitos jovens em Portugal, com um "canudo" e sem perspectivas de trabalho. Um dia, quando a sua avó teve que fazer uma pausa devido a uma cirurgia, Ana meteu as mãos na massa e continuou a fazer queijadas para ajudar. O bichinho da doçaria veio ao de cima e quando a Dª. Conceição se reformou passou a sua grande herança a Ana: a Casa Paixão.

Ana pegou em tudo o que a sua avó lhe ensinou, levou o negócio para novas instalações e, já quase há dois anos, que nos presenteia com tradição e modernidade de uma maneira genial.

Este é um ponto obrigatório a visitar quando forem a Serpa!

0 comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com