"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

27 de outubro de 2015

Opinião - "Morto Para Te Ver", de Cátia Santiago

Morto Para Te Ver
de Cátia Santiago

Edição: 2015
Páginas: 386
Editor: Edições Vieira da Silva
ISBN: 9789897364778
Categoria: FicçãoPolicialThriller
Pareceu-lhe ver um vulto em cima da cama, e sentiu-se ignorado. Irritado, tacteou a parede à procura do interruptor e acendeu-o com gestos bruscos. Ao olhar para a cama, porém, estacou. A mulher jazia na cama, de pernas e braços abertos. Estava vestida com uma diminuta camisa de noite, e os olhos fitavam o vazio, sem realmente o ver. Um pedaço de tecido estava enrolado na sua garganta, enquanto os braços se encontravam solidamente presos às colunas da cama. Só quando passos ecoaram no corredor é que parte do seu cérebro registou que os sons desconexos que ouvia era a sua própria voz, a gritar aterrorizado.
Aqui está um verdadeiro exemplo de "não julgues um livro pela sua capa". Não sei quanto a vocês, mas eu não engracei de todo com a capa, isto porque, e aliado à parca sinopse, me fez crer que se tratava de mais um romance erótico à la 50 Sombras de Grey mas com um tipo de violência um pouco mais extremo. Oh, mas que engano e que perda seria se não o tivesse lido porque este livro é fantástico!

Não quero entrar em muitos pormenores da história porque corro o sério risco de vos estragar o suspense (agora percebo a sinopse tão vaga), mas a mesma irá andar à volta de uma mulher em fuga, sempre olhando sobre o seu ombro, e a investigação policial de um assassino brutal de mulheres. Não, não tem nada a ver com o 50 Sombras *ergue as mãos ao céu*.

O enredo está muito bem conseguido e o suspense é mantido do primeiro ao último momento pois, apesar  de irmos gradualmente descobrindo mais coisas, fica sempre aquele sentimento de "OH! E agora?", enquanto vamos roendo as unhas de curiosidade.
Tudo faz sentido e nada é deixado ao acaso, desde a "fugitiva", à investigação policial e ao próprio assassino. Nada é óbvio, pormenor que adorei.
Para além do óptimo enredo, a leitura em si torna-se bastante fluída devido ao tom de escrita da autora e ao uso de diálogos constantes - como quem diz, lê-se num ápice!

Sempre senti que faltava à literatura portuguesa (diga-se, de autores portugueses) obras de vertente policial, de suspense ou mesmo terror. Talvez por sermos um povo tão pacífico, talvez por as editoras não apostarem nesse tipo de histórias ou talvez por acharem que não haveriam leitores interessados, a razão desconheço. Apenas sei que essa parca oferta me levou sempre a procurar autores estrangeiros e a olhar para os nossos com um pouco de desconfiança, sentindo que era tudo mais do mesmo. Felizmente, nos últimos tempos tenho visto essa tendência a mudar e já li uns quantos livrinhos do género que me deixaram muito agradada e com vontade de conhecer mais. Cátia Santiago foi uma dessas boas surpresas, uma autora perspicaz, com uma escrita bastante fluída e sem grandes complicações de enredo, daqueles que nos fazem perder o fio à meada ou suspirar de 5 em 5 minutos porque só estamos a ler "palha". Gostei e vou ficar atenta à autora.

De facto, este livro entrou para a categoria "surpresa do ano", e que surpresa tão boa! Recomendo vivamente!

2 comentários:

  1. Recomendo que leia o primeiro livro da autora "A Traída", ainda não consegui ler esse, posto que vivo no Brasil, mas aguardo ansiosa.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela recomendação :) Já pesquisei um pouco sobre a Traída e fiquei muito curiosa, pareceu-me ter a mesma aura de mistério que este o que me agrada.
    Boas leituras!*

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com