"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

27 de novembro de 2015

Book Nerd Problems # 4 (Não necessariamente por esta ordem)

Estou neste momento a escrever este texto apenas com uma mão porque a outra está dormente e cansada. Por favor, não divaguem muito com esta frase que eu passo já a explicar o porquê desta situação. Ando a ler o 3º volume da Millenium, A Rainha no Palácio das Correntes de Ar, que, para quem não sabe, tem 720 páginas. Digamos que é, assim, um belo canhanho! Agora, imaginem ficar duas horas seguidas a segurar esta bela peça. Já perceberam o meu drama, certo?


"Ah, e tal, ebooks". Nem vou por aí. Cada um tem os seus gostos e eu nunca gostei de ler ebooks. Para mim, livros são livros e ponto. Haverá maior prazer que folhear um livro e sentir o seu cheiro enquanto as páginas viram? Hum...

"Sua croma! Podes sempre ir mudando de posição e fazer algumas pausas para não cansar". Certo. Vou argumentar apenas com dois pontos. Primeiro: encontrar uma boa posição de leitura depende de vários factores que passo a enumerar.
  • Local onde te encontras - sala, quarto, casa-de-banho, comboio, banco do jardim, sala de espera do dentista, casamento da prima em 3º grau, etc.;
  • Comodidades em redor - cadeira confortável, cama quentinha, sofá disponível, banheira de hidromassagem, casota do cão, etc.;
  • Condições climatéricas - faz sol, está a chover, faz frio, é de noite, um furacão dirige-se em direcção a tua casa, está vento e tens de levar com areia na cara, etc.;
  • Extras - Precisas de uma manta, de uma caneca de café ou chá, os óculos estão limpos, o nariz está a pingar, tens fome, tens uma perna partida ou cortaste o dedo numa folha de papel e está a arder, estás à espera de uma mensagem de um amigo a dizer que está à tua porta mas tu ainda está de pijama, etc.
Quanto às pausas, c'mon! Quando estás completamente embrenhado na história, consegues mesmo parar de ler? Bem me parecia...

Pois é, meus amigos, uma sessão de leitura não é só um prazer da vida. É, também, uma ciência complexa que requer vários minutos de ponderação, tentativa e erro, adaptação e dores musculares.

Leitor que se preze ergue a cabeça após ler 300 páginas seguidas e sorri, mesmo tendo o pescoço estalado em três sítios diferentes e a paisagem à sua frente estar um pouco desfocada. Leitor que se preze pousa o livro, levanta as mãos ao ar e diz "muito bom", enquanto estalam mais uns quantos ossos que nem sequer sabia existirem. Leitor que se preze levanta-se da cadeira, quase vai ao chão quando as pernas lhe falham de tão dormentes que estão, mas pensa "tenho de almoçar depressa para saber o que acontece a seguir!".

Isto tudo para dizer que quem corre por gosto não cansa e ler não cansa nunca! Boas leituras!


1 comentário:

  1. Ai... Se soubessem as voltas que dou na minha cama... Nunca arranjo uma posição confortável e acabo sempre com dores nas costas.
    Mas ler é uma paixão e nada nos impede! ;)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com