"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

6 de novembro de 2015

Lançamentos em Novembro (2ª Parte) - de 5 a 9

Mourinho, de José Mourinho

Lançamento a 5 de Novembro

Sinopse:
«Momentos, sentimentos, memórias, emoções — esta é a minha carreira, aquilo que quero partilhar, e a melhor maneira de o fazer é através de grandes imagens.» No seu primeiro livro, José Mourinho cartografa os altos e baixos da sua ascensão ao topo do futebol mundial. Com mais de 100 imagens escolhidas cuidadosamente pelo Special One, esta é uma celebração visualmente sumptuosa da sua excepcional carreira de treinador e, mais do que isso, um vislumbre empolgante sobre a sua filosofia e sobre a sua enorme sabedoria futebolística.

Nas palavras de Mourinho, «Tem havido tantos livros escritos por pessoas que nem me conhecem, tantos livros cheios de comentários falsos, tantos livros tão distantes daquilo que penso, daquilo que sinto, do que sou.» Este é o seu livro!

Vaca Sagrada, de David Duchovny

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
Uma fábula moderna sobre a revolucionária odisseia de uma vaca, de um porco e de um peru. Elsie é uma vaca feliz. Passa os dias a comer, a dormir e adora a quinta e os fazendeiros. Mas, um belo dia, aproxima-se da casa dos fazendeiros e, através da janela, vê uma televisão onde está a passar um horroroso programa sobre «produção industrial de carne». E o mundo de Elsie cai a seus pés. Ou melhor, patas. Apenas uma solução se apresenta: fugir para um mundo melhor e mais seguro. Mas não vai sozinha: rapidamente se juntam a ela o peru Tom, que não sabe voar mas é ágil a usar um iPhone; e o porco Jerry, ou melhor, Shalom, recém-convertido ao Judaísmo. Elsie tem tanto de filósofa e viajante quanto de hábil narradora, cheia de referências pop e nerd e um humor muito peculiar Tom é um peru psicanalista que aprenderá a voar. Shalom é rejeitado pelo povo que adopta mas acaba por ser um diplomata involuntário. Deixe-se surpreender por estes carismáticos heróis - e pelas lições morais e de vida que lhe vão dar. Quem diria que uma visão do mundo de uma vaca seria tão divertida e, ao mesmo tempo, tão honesta e verdadeira? Vaca Sagrada é, um livro inteligente e divertido desde a primeira página.

Um Castigo Exemplar, de Júlia Pinheiro

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
Muito antes de amar o meu marido, odiei-o profundamente. Não tive alternativa, nem ninguém me ensinou outro caminho. Procurei conselho junto da minha família, entrei desesperada no confessionário para revelar a sombra que se apoderava do meu coração. Todos os esforços se revelaram em vão. Eu, como qualquer mulher do meu tempo e da minha classe, fui ensinada a fazer dos sentimentos a razão da minha existência. Não me posso sujeitar à indignidade do trabalho e não escondo que acho a caridade entediante. Só me restou o amor, o casamento e a maternidade. Como falhei estes desígnios, abracei o ódio com a ternura e o empenho com que qualquer marido gostaria de ter sido amado. Até o meu. 

Amélia Novaes, uma jovem tímida, sem berço e de aparência banal, é inesperadamente cortejada por um dos solteiros mais desejados do Porto do final do século XIX — Henrique Bettancourt Vasconcelos, filho do terceiro visconde De Lara. Apesar do desagrado da família do aristocrata, o casamento não tardará a acontecer e, no seu novo estatuto, Amélia antevê uma vida de conforto e alegria. Mas a sua ilusão começa a ruir quando Henrique decide partir sozinho para uma longa viagem pela Europa, para dar asas aos seus negócios. É então que a mágoa toma o lugar do sonho no espírito de Amélia, a cujas transformações vamos assistindo neste romance intenso, surpreendente e profundamente revelador da natureza humana, que marca o regresso de Júlia Pinheiro à ficção depois do sucesso de Não Sei Nada Sobre o Amor.

Histórias de Aventureiros e Vigaristas, de Gardner Dozois e George R. R. Martin

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
RECOMENDAMOS CAUTELA A LER ESTES CONTOS: HÁ MUITOS PATIFES À SOLTA.

Há personagens malandras e sem escrúpulos cujo carisma e presença de espírito nos faz estimá-las mais do que devíamos. São patifes, mercenários e aldrabões com códigos de honra duvidosos mas que fazem de qualquer aventura uma delícia de ler.
George R. R. Martin é um grande admirador desse tipo de personagens – ou não fosse ele o autor de A Guerra dos Tronos. Nesta monumental antologia, não só participa com um prefácio e um conto introduzindo uma das personagens mais canalhas da história de Westeros, como também a organiza com Gardner Dozois. Se é fã de literatura fantástica, vai deliciar-se!

AO LER ESTE LIVRO, ESTARÁ A ASSINAR UM PACTO DE COMUNHÃO COM OS SEGUINTES AUTORES:
Gillian Flynn – autora de Em Parte Incerta
Neil Gaiman – autor de Sandman
Patrick Rothfuss – autor de O Nome do Vento
Scott Lynch – autor de As Mentiras de Locke Lamora
Connie Willis – autora de O Dia do Juízo Final 

E MUITAS OUTRAS MENTES PERVERSAS DA LITERATURA FANTÁSTICA.

A Revolução da Mulher das Pevides, de Isabel Ricardo

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
Perante os canhões e as balas dos exércitos franceses, Ana Luzindra só tinha uma arma: a sua beleza. Mas a beleza também pode ser mortal. A Revolução da Mulher das Pevides transporta-nos para os anos de terror das invasões francesas. A morte e a crueldade marchavam lado a lado com os exércitos veteranos de Napoleão. E enquanto a Família Real fugia para o Brasil, o povo ficava para suportar todo o tipo de humilhações. Na vila da Nazaré, Ana Luzindra é parteira de profissão e uma mulher simples. 

Para fazer frente aos canhões e balas dos franceses só tem uma arma: a sua estonteante beleza. Atraindo-os, um a um, para a morte na calada da noite, a jovem inspira toda uma comunidade e pegar em pedras e paus para expulsar os invasores. A Revolução da Mulher das Pevides, expressão da Nazaré que significa "algo insignificante", foi tudo menos isso: pelo sobressalto que pregou aos franceses, e pela posterior vingança desproporcionada que estes praticaram sobre a Nazaré, acabou por ser um dos momentos mais importantes da invasão, e inspiraria o longo e árduo caminho dos portugueses e aliados até à derradeira vitória sobre as tropas do temível Napoleão. Recorrendo a uma pesquisa exaustiva, Isabel Ricardo oferece-nos um bilhete para um dos períodos mais importantes da História de Portugal.

Reencontro com o Passado, de Nora Roberts

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
Ninguém pode fugir para sempre. Filha de uma mãe controladora e possessiva, Elizabeth deixa-se levar pelas loucuras de uma noite, bebendo e permitindo que um estranho sedutor, com sotaque russo, a leve até uma casa isolada. O que aconteceu a seguir mudou a sua vida para sempre. Doze anos mais tarde, a mulher conhecida como Abigail Lowery vive nos subúrbios de uma pequena cidade. Programadora informática, desenha sistemas de segurança e complementa a sua própria segurança com um cão feroz e algumas armas de fogo. É reservada e nada revela da sua vida. Mas essa reserva apenas intriga Brooks Gleason, o chefe de polícia. A lucidez e opiniões frias e sem romantismo da jovem deixam-no fascinado… e um pouco frustrado. Ele suspeita que Abigail esteja a esconder-se de alguém, e as tácticas de defesa dela ocultam uma história que urge ser revelada. Com uma heroína inesquecível e um enredo de prender a respiração, Nora Roberts cimenta a sua posição como uma das melhores autoras de thrillers românticos.

A Minha Europa, de Maria Filomena Mónica

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
Entre apontamentos de viagem e pormenores da sua vida, entre reflexões sobre a História e visitas a museus, entre comentários sobre as pessoas com quem se cruzou e críticas à burocracia europeia, Maria Filomena Mónica oferece-nos um olhar próprio sobre a Europa - a de ontem e a de hoje. Partindo de Portugal e passando por Espanha, conta-nos a forma como foi descobrindo o Continente para além dos Pirenéus: em Londres, Oxford, Paris, Roma, Florença, Berlim e, além de outros lugares, a cidade semi-europeia de São Petersburgo. A Minha Europa relembra o que tantas vezes tendemos a esquecer: o privilégio de se viver deste lado do mundo. «(...) por detrás da Europa padronizada - com apenas 60 anos - existe uma outra, a das grandes cidades e a das pequenas aldeias, a das nações antigas onde se fala uma única língua e a das cidades-estados com dialectos próprios, a dos povos que se sentem bem convivendo com gente diversa e a das regiões que não abdicam de ter uma cultura própria. «É nesta Europa que me sinto em casa.» «À minha maneira, sinto-me portuguesa e europeia. Gostava de pensar que a Europa saberá estar à altura dos valores que encarnou ou de que se reclama, mas, quando vejo o que se passa com os imigrantes, com o terrorismo e com a balbúrdia reinante na União Europeia, tenho dúvidas. Como escreveu Sá de Miranda, «Passam os tempos vai dia trás dia, / incertos muito mais que ao vento as naves».

Eu, Conchita, de Conchita Wurst

Lançamento a 6 de Novembro

Sinopse:
A inspiradora história de vida do ícone LGBT e vencedora do Festival da Eurovisão de 2014. Com a sua vitória no Festival Eurovisão da Canção em 2014, Conchita Wurst causou sensação em todo o mundo; conquistou milhões de fãs, suscitou a curiosidade e o entusiasmo de um vasto público, e ao mesmo tempo silenciou as numerosas vozes que se tinham elevado contra a sua participação no concurso, vendo nela uma promoção dos direitos LGBT. Seguiu-se uma tournée mundial, uma intervenção no Parlamento Europeu, um encontro com o secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon (que elogiou a sua luta contra a discriminação e chamou à sua performance «uma ocasião fascinante de educação para os direitos humanos»), um desfile para Jean-Paul Gaultier, uma sessão fotográfica com Pierre et Gilles e um espectáculo no lendário Crazy Horse de Paris - tudo isto antes de começar a gravar o seu primeiro álbum, Conchita, lançado em 2015. Conchita Wurst tornou-se um ícone internacional, celebrada no mundo da música e da moda, e reconhecida internacionalmente como símbolo da luta contra a discriminação. Mas o caminho que percorreu até chegar a este ponto foi longo e árduo. Como é que Tom Neuwirth, um rapaz de província, conseguiu alcançar o sonho de se tornar uma grande estrela? Como surgiu Conchita Wurst? Ao longo destas páginas, Conchita Wurst fala da sua infância idílica na aldeia tranquila de Mittendorf, do apoio e do amor da sua família, mas também da agressão e marginalização que sofreu, sem nunca deixar de acreditar em si própria. Uma história comovente e inesquecível, que revela como a força da tolerância e do amor pode vencer o ódio e a discriminação.

A Casa de Bonecas, de M. J. Arlidge

Lançamento a 9 de Novembro

Sinopse:
O corpo de uma jovem é desenterrado numa praia remota, mas o seu desaparecimento nunca tinha sido denunciado. Alguém a mantivera «viva» ao longo do tempo, enviando à família, regularmente, mensagens em seu nome.

Para a detective Helen Grace, todas as provas apontam para um assassino em série, um monstro distorcido mas engenhoso e hábil — um predador que já matou antes.

À medida que Helen se esforça por destrinçar as motivações do assassino, ela compreende que se trata de uma verdadeira corrida contra o tempo. Uma única falha pode significar a perda de mais uma vida.

Um Conde Apaixonante, de Sarah MacLean

Lançamento a 9 de Novembro

Sinopse:
PRÉMIO RITA - MELHOR ROMANCE HISTÓRICO

Lady Philippa Marbury, ou Pippa, é… estranha. É jovem, bela e filha de um marquês respeitado da sociedade, mas interessa-se por livros em vez de rapazes, por ciência em vez de passeios, e por laboratórios em vez de amor. O seu plano é casar-se em breve com o seu noivo, um homem simples, e viver o resto dos dias em sossego com os seus cães e as suas experiências científicas. Mas antes do casamento, Pippa tem duas semanas para experimentar tudo o resto. Quinze dias para fazer pesquisa sobre as partes excitantes da vida. Não é muito tempo e, para o fazer, precisa de um guia que esteja familiarizado com os recantos mais obscuros de Londres.

Ela precisa de Cross: o sócio da casa de jogo mais exclusiva da cidade, e que tem fama de ser o maior conhecedor do mundo do vício e dos prazeres. Mas a fama muitas vezes esconde segredos negros, e quando a nada convencional Pippa lhe pede que lhe arruíne a reputação, isso vai ameaçar tudo o que ele sempre se esforçou por proteger.

Desmobilizados, de Phil Klay

Lançamento a 9 de Novembro

Sinopse:
Premiado com diversos prémios e considerado um dos melhores livros editados em 2014, Desmobilizados dá-nos um retrato implacável da experiência de quem viveu a guerra — de quem por ela morreu e de quem por ela matou.

Um soldado, habituado a alvejar cães vadios por comerem restos humanos, regressa a casa e reaprende a vida doméstica com o próprio cão. Outro passou o tempo no Iraque a recolher cadáveres, mas deixou na América o corpo de quem ama. Outro ainda procura expiar a morte de alguém sem que tenha sido responsável por ela.

Numa das mais aclamadas estreias ficcionais dos últimos anos, Phil Klay desmultiplica a sua própria experiência militar em doze contos, numa imensa panorâmica do combate que se trava na última década no Iraque e no Afeganistão. Desmobilizados transporta-nos para a linha da frente da guerra armada, mas igualmente para a luta diária das vidas de todos os que se ofereceram em serviço pela pátria. O que testemunharam, afinal, estes homens nos desertos do Médio Oriente?

Entre bombistas suicidas e a monótona burocracia da máquina de guerra, Desmobilizados desmonta a mitologia da guerra heróica e dá-nos um retrato implacável da experiência de quem viveu a guerra - de quem por ela morreu e de quem por ela matou.

Viagem à Procura de Mim, de David Arnold

Lançamento a 9 de Novembro

Sinopse:
Após o súbito divórcio dos pais, Mim Malone é arrastada da sua casa no norte dos EUA para o desolado sul, no Mississípi, onde passa a morar com o pai e a madrasta. Como se não bastasse estar a dar-se mal com a mudança, ainda descobre que a mãe está doente e pode precisar da sua ajuda.

É então que decide fugir de casa e embarcar numa viagem de mais de 1500 quilómetros, de regresso à sua terra natal e à presença apaziguadora da mãe. Mas o caminho está repleto de perigos e de amizades inesperadas.

Para se reencontrar, Mim vai ter de enfrentar demónios pessoais, pôr em causa as suas verdades e pisar as fronteiras da normalidade. Assente numa inesquecível narrativa plena de diferentes histórias, tempos e lugares, Viagem à Procura de Mim é uma odisseia dos tempos modernos, tão comovente quanto hilariante.

Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa, de Judith Kerr

Lançamento a 9 de Novembro

Sinopse:
Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa é uma das obras mais lidas por jovens de todo o mundo. Considerada um clássico da literatura juvenil, e inspirada na vida da própria autora, fala-nos da Segunda Guerra Mundial numa nova perspectiva e até com algum humor.

Vive-se o ano de 1933. Anna tem apenas nove anos e anda demasiado ocupada com a escola e com os amigos para reparar nos cartazes políticos espalhados pela cidade de Berlim com a suástica nazi e a fotografia de Adolf Hitler, o homem que muito em breve mudaria a face da Europa. Ser judeu, pensa ela, é apenas algo que somos porque os nossos pais e avós são judeus.

Mas um dia o pai dela desaparece inexplicavelmente. E, pouco tempo depois, ela e o irmão, Max, são levados pela mãe com todo o sigilo para fora da Alemanha, deixando para trás a sua casa, os amigos e os amados brinquedos. Reunida na Suíça, a família de Anna embarca numa aventura que vai durar anos.

0 comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com