"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

21 de novembro de 2015

Lançamentos em Novembro (5ª Parte) - de 19 a 28

A Mulher da Lama, de Joyce Carol Oates

Lançamento a 19 de Novembro

Sinopse:
Uma criança é abandonada pela mãe no leito lamacento do Black Snake River. Contra todas as expectativas, «a menina da lama» sobrevive e é adoptada por um casal de classe média que tentará esconder para sempre essa terrível história. Mas o presente vai tornar-se surpreendentemente vulnerável aos agentes do passado.
Meredith «M. R.» Neukirchen será a primeira mulher a presidir a uma universidade da Ivy League. Emersa numa carreira absorvente, num amor secreto por um homem que não define os seus sentimentos, e preocupada com o ambiente político dos Estados Unidos em vésperas da Guerra do Iraque, M. R. depara-se subitamente com inúmeros desafios. Para além de ver a sua carreira em jogo, as duras marcas do passado e o confronto com «a menina da lama» ameaçam fazer ruir todas as suas convicções.
Um romance emocionante que explora o elevado preço do sucesso na vida de uma mulher a braços com os seus demónios pessoais e profissionais.

Uma Aventura Secreta do Marquês de Bradomin, de Teresa Veiga

Lançamento a 20 de Novembro

Sinopse:
Após o sucesso comercial de Gente Melancolicamente Louca, a Tinta-da-china continua a publicar Teresa Veiga, agora com o há muito esgotado Uma Aventura Secreta do Marquês de Bradomín. Uma compilação de três novelas no estilo inconfundível da autora, onde o que parece quase nunca é, e onde os desvios contra-intuitivos do enredo desconcertam sistematicamente o leitor.

Caminhos para Deus, de Helena Sacadura Cabral

Lançamento a 20 de Novembro

Sinopse:
Helena Sacadura Cabral, uma das vozes mais estimadas de Portugal, partilha, neste livro, uma selecção muito pessoal das preces e ensinamentos que a têm guiado na procura da espiritualidade. A autora revela-nos como encontrou o seu Deus, como com Ele conversa, como Nele confia enquanto define o seu caminho. Um caminho feito de dúvidas e de fé, uma vida feita de alegrias e adversidades. 

Gesto de entrega e generosidade máxima da autora, CAMINHOS PARA DEUS oferece alento em dias de incerteza, bálsamo nas horas mais tristes e companhia nos trilhos da vida. 

- CAMINHO PARA DEUS - preces em tempos de incerteza é um dos livros mais pessoais e íntimos da autora, no qual partilha as suas orações de eleição, as suas inquietações, a sua fé e espiritualidade. 

- O objectivo é partilhar as ferramentas espirituais da autora para que o leitor possa ultrapassar os seus piores momentos e reconhecer os melhores; para que não se deixe consumir pela mágoa ou pela incerteza; para que tenha fé, apesar de tudo.

Bronco Angel, O Cow-Boy Analfabeto, de Fernando Assis Pacheco

Lançamento a 20 de Novembro

Sinopse:
Livro inédito de um dos nomes incontornáveis da literatura portuguesa contemporânea, mito do jornalismo em Portugal e pai fundador do humor da segunda metade do século XX. Vinte anos após a morte de Fernando Assis Pacheco, a Tinta-da-china dá início à publicação da obra do poeta, cronista e jornalista português. O primeiro título é uma novela humorística escrita sob o pseudónimo William Faulkingway, com origem num folhetim publicado no jornal satírico Bisnau, na década de 1980.

Soberba Ilusão (Livro 3), de Andreia Ferreira

Lançamento a 20 de Novembro

Sinopse:
O fim está próximo, mas Carla não sabe. Depois da morte de Raquel, sente-se, mais do que nunca, desamparada. Concentra-se no próximo passo: expulsar o demónio Rita da sua vida de uma vez por todas. Porém, o anjo tem um plano, os demónios querem-na morta, amigos aliam-se com inimigos, e até aqueles em quem ela mais confia escondem segredos. Ela é o alvo, mas são os outros que tombam à volta dela. Tomar decisões não é tarefa fácil. Quem é aliado, quem é inimigo? Até onde vai o nosso dever para o bem maior, quando a vida de quem amamos está em jogo? Na excitante conclusão da trilogia, iniciada com Soberba Escuridão, Carla enfrenta o seu destino - as hordas do Céu e do Inferno parecem determinadas a utilizá-la quer ela queira quer não.

Mein Kampf - A Minha Luta

Lançamento a 22 de Novembro

Sinopse:
Ditado ao seu fiel secretário Rudolf Hess em 1923, na prisão de Landsberg - onde cumpria uma pena de cinco anos depois do golpe falhado em Munique - A Minha Luta é, de certa forma, o manifesto do nacional-socialismo tal como Hitler o entendia. Apesar do seu estilo errático e por vezes alucinado, a obra contém a sua visão programática para a sociedade alemã - com alusões pouco veladas de eugenismo e uma ênfase obsessiva na questão racial, por exemplo, mas também sobre o papel da mulher alemã ou dos sindicatos -, para uma nova política externa (a referência constante à necessidade de espaço vital, mas também à política de alianças a levar a cabo) e, ainda, premonitoriamente, sobre os judeus.
No fundo, 10 anos antes de chegar ao poder, o que viria a ser a política interna e externa do III Reich levada a cabo por Hitler já estava plasmada em livro. Embora algumas das suas ideias, em termos de geopolíticos, reflictam os medos e anseios dos Alemães, fruto da sua posição geográfica no continente europeu - a eterna obsessão com as alianças que pudessem contrariar o «cerco», o aperto entre a França e a Rússia, agora pela mão do bolchevismo - noutros aspectos o texto é mais perturbador, em especial na questão do eugenismo, no futuro dos povos de Leste e, essencialmente, o destino a dar aos judeus.

Sobrevivi ao Holocausto - O Relato Comovente de Uma das Últimas Amigas de Anne Frank, de Nanette Blitz Konig

Lançamento a 23 de Novembro

Sinopse:
Um incrível exemplo de sobrevivência em nome dos que hoje já não podem falar, dos que perderam a vida de forma brutal e incompreensível.
A história de Nanette Blitz Konig confunde-se com a História dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1938, Nanette era uma menina feliz que vivia com os pais, Martijn e Helene, em Amesterdão. Com o avanço das forças nazis pela Europa e a invasão da Holanda em 1940, Nanette e a sua família sentiram, pouco a pouco, o seu mundo a encolher. Vítimas de xenofobia, seriam excluídos da sociedade holandesa em apenas três anos.
Em Setembro de 1944, a menina, que fora colega de Anne Frank no Liceu Judaico de Amesterdão — Anne menciona a amizade no seu famoso diário —, foi enviada com o pai e a mãe para o campo de concentração de Bergen-Belsen. Foi aqui que reencontrou Anne Frank no local onde ambas perderam cedo demais a sua juventude e inocência.
O acaso permitiu que Nanette sobrevivesse. Quando os ingleses libertaram Bergen-Belsen, em abril de 1945, ela tinha 16 anos e pesava 31 quilos. Estava viva - e sozinha no mundo. Agora, quase 70 anos depois de ter visto os seus pais e Anne Frank pela última vez, Nanette relata com emoção os encontros com a amiga, contando de forma detalhada o caminho percorrido pela sua família e o seu fim trágico. A história de Nanette, real e simultaneamente sensível e chocante, narra a luta diária pela sobrevivência, em que teve de vencer o insuportável para conseguir manter-se viva.
Este é um relato fundamental para que não esqueçamos este período da História e, deste modo, evitemos repetir o sofrimento causado pela intolerância.

Um Estranho no Coração, de Eduardo Sá

Lançamento a 24 de Novembro

Sinopse:
Sentado num café, com o mar ao fundo, Gaspar sente a mão a tocar-lhe de leve no ombro, ouve a voz que não identifica e o chama. Vira-se para trás, leva algum tempo a reconhecê-la, assim tão pálida, escondida atrás dos óculos escuros. É a Luísa.

Viu-a pela última vez vai para 42 anos, toda uma vida. E agora ali está ela, à sua frente, a sentar-se à sua mesa, como se fosse ontem. E tira os óculos. E os olhos encontram-se, a unir pontas que um dia se partiram, num verão distante, naquela mesma Nazaré. 

O coração de Gaspar aperta-se. É um coração velho, que já não serve. Gastou-o numa vida sem amor. E agora espera por um novo, um transplante, um milagre que lhe prolongue o prazo de validade. Agora mais do que nunca. Porque ela está ali, trazendo consigo a promessa de um futuro que não sabe se tem. Ou se algum dia terá.

Romance de amor, de memórias, de reflexões, Um Estranho no Coração revela-nos uma faceta inesperada de Eduardo Sá. O contador de histórias continua presente, em cada página, em cada personagem. Mas desta vez usa como fio condutor uma única história, a de Gaspar; e nela projecta as suas (e as nossas) dúvidas, as decisões que tomamos, os desvios do caminho, as paragens sem porquê. E se nos oferece o balanço de uma vida vivida a medo, oferece-nos também uma ideia redentora: a segunda oportunidade, o eterno retorno.

Eu, Amélia - A Última Rainha de Portugal, de Stéphane Bern

Lançamento a 24 de Novembro

Sinopse:
Nascida em Inglaterra, em 1865, Maria Amélia de Orleães, princesa de França, desposa em 1886 o herdeiro do trono português, D. Carlos de Bragança. Aos quarenta e três anos é abalada pelo duplo assassínio do marido e do filho mais velho. Incapaz de evitar a revolução de 1910, é obrigada a exilar-se em Inglaterra e, mais tarde, em Versalhes, onde conhecerá a morte em 1951, aos oitenta e seis anos. Do exílio da sua família ao fracasso do seu próprio casamento, da morte do marido e dos dois filhos aos caminhos da errância, da revolução e da guerra, esta mulher terá conhecido todas as vicissitudes de uma existência romanesca. 

A partir da correspondência e do diário da rainha D. Amélia, documentos inéditos pertencentes aos arquivos da Casa de França, Stéphane Bern imaginou as suas memórias, reflexo fiel de uma figura desconhecida da História contemporânea. Assina, desta forma, o seu primeiro romance no cruzamento de duas paixões, Portugal e a história das monarquias europeias, e partilha a excepcional lição de vida da rainha D. Amélia.

Uma Vez Que Tudo Se Perdeu, de Pedro Mexia

Lançamento a 27 de Novembro

Sinopse:
A primeira colectânea de poemas originais de Pedro Mexia desde 2007.

Em Ouro e Alma - Correspondência com Fernando Pessoa, de Mário de Sá Carneiro

Lançamento a 27 de Novembro

Sinopse:
Sá-Carneiro e Pessoa mantiveram um dos mais importantes diálogos epistolares da literatura portuguesa, tanto pela vivacidade da escrita, como pelo seu contributo para a compreensão da obra de Sá-Carneiro, dos heterónimos pessoanos e da revista Orpheu. Inclui a transcrição de manuscritos inéditos.

Um Cântico de Natal, de Charles Dickens

Lançamento a 27 de Novembro

Sinopse:
Um clássico mágico e intemporal sobre o verdadeiro espírito da quadra natalícia.

Um daqueles raros livros que deu expressão a algo enorme. Acredito que a própria vivência do Natal foi tocada por estas páginas.(…) Uma obra que nos faz pensar e que nos faz sentir. É por isso que continuará a ser lida.

Fractured - Fraturada, de Teri Terry

Lançamento a 27 de Novembro

Sinopse:
Dois meses depois de ter sido Reiniciada, Kyla não devia ter recordações da sua vida anterior. Mas, e apesar de ser verdade que ela sempre foi diferente, um acontecimento traumático trouxe-lhe de volta algumas memórias. Agora, Kyla está dividida entre a pessoa que se lembra de ser e a que tem de ser. E se lembrar já é muito perigoso, as coisas complicam-se ao descobrir que há uma figura central do seu passado que entrou mais uma vez na sua vida. Dividida entre escolhas impossíveis, Kyla precisa de descobrir quem realmente é - não o que foi ou o que querem que seja, mas a sua verdadeira natureza. Mas o preço da descoberta pode ser demasiado alto.

No Silêncio da Aragem Serrana, de António Marques Matias

Lançamento a 28 de Novembro

Sinopse:
Os baldes da massa iam-lhe sendo dados lá para cima dos andaimes pela filha mais nova da dona da casa… bonita, dinâmica e cheia de forças, a Laurinda, teria os seus dezoito anos, tão extrovertida quanto dinâmica, tão alegre quanto bonita… vestia uma blusa de crepe branca com flores azuis, por detrás do avental às riscas largas azuis e cinzentas de opalina via-se um pouco da saia preta, as tamancas e o lenço de cores vivas, completavam o cenário daquele palmo de cara de pele fina, olhos azuis e delicadas orelhas onde um pequeno arquinho incorporado nos brincos de ouro se baloiçava freneticamente a cada gesto do seu rosto com um oscilante brilho, qual cintilante estrela em suave noite de Verão.

As Promessas, de Conceição Piçarra Vintém

Lançamento a 28 de Novembro

Sinopse:
Um romance simples, mas muito emotivo, que conta uma história de amor intenso e singelo, nascida no seio de duas famílias pobres em pleno Alentejo rural no início do século XX, em muito inspirada na vivência da sua infância e na humildade das gentes alentejanas. Uma homenagem à sua terra.

0 comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com