"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

27 de abril de 2016

Em Janeiro e Fevereiro chegaram e saíram...

Um dos dramas de um leitor é o facto de ter demasiados livros e não ter tempo para os ler; agora, um drama para um livrólico é passar por uma fase de não-leitura e continuar a adquirir livros como se não houvesse amanhã. O "Ah e tal, eu páro quando eu quiser!", "Tenho tudo controlado!" ou "Só compro livros no Natal/ ano que vem/ quando fizer anos", é completamente aniquilado à simples vista da palavra "Promoção", e a pilha continua a aumentar, aumentar, até olhares para a estante e em volta e pensares "Onde é que vou arrumar mais este livro?". Ah pois...
Isto tudo só para dizer que, apesar de ter estado tudo a descambar à minha volta e o Gritos estar em semi-hibernização, fartei-me de comprar livros! Velhos hábitos...
Assim, que tal um mega bookhaul? Vá, de Janeiro e Fevereiro, pelo menos (só para não criar um post à laia de páginas amarelas). Siga!

Ei-los em todo o seu esplendor, os inquilinos de Janeiro. *AAAWWWW*


No início do ano aproveitei uma mega promoção da Wook e mandei vir estes quatro amigos.
Gosto imenso do estilo de Colum McCann - o tipo de histórias, o misturar do passado com o presente e a crueldade/ frieza com que conta situações que tão facilmente nos transportam para a realidade. Com este autor não há floreados ou meiguices, é tudo preto no branco, puro e duro. TransAtlântico tinha de vir!
Antes de Adormecer, de S. J. Watson já me suscitava a curiosidade há algum tempo. Ainda não vi o filme mas a sinopse do livro fez a sua magia e um bom thriller psicológico é a minha escolha em qualquer altura.
Sempre tive a ideia de Hotel Majestic ser uma espécie de comédia de costumes, a história do viver das aparências e do peso de um nome. Entretanto, apercebi-me que não é, de todo, o caso. Penso que a história toca mais fundo na condição humana, no tentar seguir a normalidade depois de uma guerra, nas feridas que ficam e que se tentam sarar. Tenho grandes expectativas para este livro.
A Arte de Viver à Defesa, de Chad Harbach, veio de oferta com o Hotel Majestic. Não conhecia mas parece ser interessante.


O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry, é só O melhor livro de todos os tempos! É um dos livros da minha infância, adolescência, vida adulta e, provavelmente, irá continuar comigo enquanto andar por esta terra. Num passatempo levado a cabo pelo blog Os Livros Nossos, ganhei este exemplar lindão.

Mais uma promoção na Note!, mais uma voltinha, mais um livrinho cá para casa. Desta vez trouxe Os Antiquários, de Pablo de Santis, que, apesar de ser uma história de vampiros, me pareceu diferente das demais e bem interessante.


Numa ida a um Cash Converters encontrei estes dois exemplares - O Outro Filho, de Alexander Söderberg, e Dias de Expiação, de Michael Gregorio. Dois livros com os temas certos mas que, ao chegar a casa, me apercebi serem ambos o segundo volume de trilogias. Eu e a minha mania de comprar livros de séries/ trilogias a meio...


Já andava com este livro debaixo de olho há algum tempo. Thriller é um dos meus géneros de eleição e este ano, não sei porquê, ando completamente virada para ele. Consegui encontrar As Gémeas do Gelo, de S. K. Tremayne, num leilão e a um preço fantástico. Claro que tinha de vir para minha casa.

Por falar em thrillers, Em Parte Incerta, de Gillian Flynn, não podia faltar na biblioteca. Não, ainda não vi o filme, mas já ouvi falar muito bem da história. Juntando isto a um bom preço, pumbas cá para a estante.
O Rapaz que Venceu Salazar, de Jacinto F. Matias, tem um título tão curioso que chama a atenção a qualquer um (especialmente a mim que tenho uma veia revolucionária).

E, por falar em revolução, um livro que sempre me fascinou e revoltou por ter sido o impulsionador de uma política de terror e histerismo, foi o Mein Kampf "escrito" por Hitler aquando da sua passagem pela prisão antes de se ter tornado chanceler. Este livro foi banido em todo o mundo pois, por um lado quiseram "enterrar" aquela filosofia odiosa e as acções resultantes dela e, por outro lado, temia-se que aqueles ideais voltassem a fazer parte das crenças das pessoas. O certo é que foi, durante muitos anos, um livro raríssimo e, obviamente, dificílimo de encontrar. 
O ano passado, quem detinha os direitos de autor da obra, decidiu desenterrar a mesma e deixar que fosse divulgada por outros países. Chegou, assim, a Portugal, desde há muitos anos, A Minha Luta, que já tem até agora, que eu saiba, três edições diferentes.
A revista Sábado foi uma das difusoras da obra, dividindo a mesma em dois volumes e lançando-os em duas semanas com a revista. Não podia deixar passar a oportunidade de finalmente saber o que escondia aquela mente retorcida e, apesar de ter esgotado logo, ainda consegui comprar os dois volumes.
E foram estas as aquisições de Janeiro! Upa, upa, puxadote!
Em relação a leituras, o mês até correu bem. Li A Rapariga no Comboio, de Paula Hawkins - nada do que estava à espera, aviso já (e não no bom sentido) - A Pomba, de Patrick Süskind - Fantástico! Fantástico! Fantástico! - O Passo Constante das Horas, de Justin Go - começa bem mas o final deixa muito a desejar - Deixa-me Entrar, de John Ajvide Lindqvist - já tinha saudades de um livrinho de "terror"- e comecei a ler O Excêntrico Mortdecai, de Kyril Bonfiglioli.

Sigamos para Fevereiro, um mês muito mauzinho para mim.

Apenas dois livrinhos chegaram e só chegaram porque os encontrei em 2ª mão por preços muito bons.

Pura Coincidência, de Renée Knight, entrou para a wishlist quase automaticamente assim que saiu. Mais um trhiller...

Com Insónia de J. R. Johansson, andei na dúvida se gostaria ou não. A história parece-me interessante e, mais uma vez, um thriller, mas, por outro lado, parece-me que vai descambar num YA romântico... veremos.

Quanto a leituras... bem... terminei de ler O Excêntrico Mortdecai - ora cá está um livro que não deveria ter sido traduzido para outra língua além do inglês - e comecei a ler As Visões de Simão, de Marianne Fredriksson, assim como, A Estranha Viagem do Senhor Daldry, de Marc Levy.

E foram assim que correram os dois primeiros meses do ano aqui por estas bandas. Whoo hoo...

6 comentários:

  1. Olá Andreia,

    Tens uns quantos livros neste post que também tenho na wishlist. Já li "As Gémeas do Gelo" e gostei muito. Espero que também gostes :)

    Quanto à compra compulsiva de livros, que todos sabemos como é, posso dizer-te que comecei a encarar o assunto mais pela falta de espaço. Se pensares que estás a acumular livros para uma altura em que não possas comprar com tanta regularidade (ou tanta quantidade), o fardo torna-se mais leve. Comigo resultou :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sofia! :)

      Estou muito curiosa com esse livro, acho que enche as medidas.

      Realmente é uma boa maneira de ver as coisas, um investimento para o futuro! :D Mas tendo em conta que o ritmo de entrada está a ser bastante superior ao ritmo de saída, vou ter mesmo que refrear as aquisições. Uma pessoa bem tenta controlar-se mas, chegado o final do mês, ao fazer o balanço, rapidamente sou obrigada a dar uma "belinha" a mim própria! Malvadas promoções!!

      Beijinho*

      Eliminar
    2. Olha que conheço poucas pessoas (para não dizer mesmo nenhuma) que consigam despachar tudo o que entra antes de comprar mais. Por isso já se sabe que é um la geral, daqui por uns tempos começas a conformar-te e já não stressas tanto :)

      Pensa que é um investimento, sim. Eu agora não posso comprar tantos livros como antes, então já olho para a estante recheada com algum alívio :P

      Quanto às Gémeas do Gelo, eu gostei bastante. Há quem o compare com A Rapariga do Comboio, mas acho que não têm nada de parecido. Espero gostes, eu fiquei até ao fim sem perceber o que se estava a passar :S

      beijinhos

      Eliminar
    3. Deixaste-me mesmo a pensar sobre o assunto. Confesso que já me começava a sentir mal pela acumulação de livros não lidos, pois sempre que surgem promoções, não consigo evitar dar uma boa volta e ver se encontro alguma pechincha. Mas olhando dessa forma, parece-me muito bem. Sabemos lá o dia de amanhã! :D

      Ainda bem que não achaste parecido com A Rapariga no Comboio, já estava hesitante por causa disso! Gostei do livro mas não me surpreendeu como esperava. Gosto muito da ideia da dúvida até ao final, já me deixaste mais curiosa para o ler (acho que vai ser o próximo! :p)

      Beijinho*

      Eliminar
  2. Olá Andreia!
    Tenho muita curiosidade com As Gémeas do Gelo e Pura Coincidência!
    Pensa que estás a comprar para o futuro ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá Tita! :)
    Já os pus a ambos de lado para ler de seguida porque também estou muito curiosa com eles!
    Acho que ganhei um novo lema: "Arrecadar, porque amanhã não sei!" XD

    Beijinho*

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com