"Life feels like a midnight ride..." - SOAD

7 de julho de 2016

Lançamentos em Junho (5ª Parte)

Contras as Ordens de Salazar, de Pedro Prostes da Fonseca

Lançamento a 28 de Junho - COMPRAR

Sinopse:
Descubra a forma como a Guerra Civil Espanhola chegou a Portugal e como os portugueses foram verdadeiros heróis anónimos de um conflito que desconheciam.
 
O Terno Rebelde (Série Malory Vol. 2), de Johanna Lindsey

Lançamento a 28 de Junho - COMPRAR

Sinopse:
Roslynn Chadwick é uma jovem solteira muito cobiçada. Ninguém diria que a sua vida está longe de ser um mar de rosas. Por um lado, acaba de herdar uma fortuna. Por outro, vê-se obrigada a encontrar rapidamente um marido para escapar ao casamento forçado com um primo ganancioso. E embora esteja desesperada, sabe que não pode baixar a guarda, pois não faltam galãs dispostos a aproveitar-se da sua situação.

Tudo se complica ainda mais quando conhece Anthony Malory. Um sedutor da pior espécie, em cujos olhos azuis se adivinham prazeres inimagináveis. Como ela gostava de se render aos seus encantos… Porém, a reputação de Anthony é escandalosa e deixa Roslynn perante um dilema: se acreditar nas promessas apaixonadas dele, arrisca-se a perder tudo; mas, se negar as vontades do seu coração, poderá estar a abdicar de um amor sem igual...
 
Desejo e Preconceito, de Nicole Jordan

Lançamento a 28 de Junho - COMPRAR

Sinopse:
Graças à maliciosa intromissão da sua irmã casamenteira, Ashton Wilde, marquês de Beaufort, conhece uma donzela em apuros por altura da magia da meia-noite num baile faustoso. Mas Maura Collyer não procura um príncipe… nem uma relação íntima com qualquer membro da nobre mas escandalosa família Wilde.
Intrigado pela beleza e atrevimento de Maura, Ash está decidido a ajudá-la a resgatar o seu adorado garanhão, que a sua maléfica madrasta vendeu a um visconde de maus fígados. À medida que a sua aventura com Maura resulta em perigos e paixão, Ash desconfia que encontrou o que o seu coração desejava.

Apesar de a melhor amiga da jovem poder ser a sua autoproclamada fada-madrinha, Maura sente-se mortificada por se ver empurrada para um romance com um patife afamado como Ash. Ousado e encantador, este acode em seu auxílio mesmo a tempo de a ajudar a roubar o precioso cavalo. Enquanto fogem pelo campo, a jovem não resiste à doce sedução do seu companheiro.
Mas será o papel do seu príncipe neste conto de fadas um teste a uma teoria improvável, ou será o amor que desperta no seu coração a prova de que poderá ser feliz para todo o sempre?
 
Eu Sou a Árvore, de Possidónio Cachapa

Lançamento a 29 de Junho - COMPRAR

Sinopse:
Todas as árvores caminham sobre o Tempo, sobre a passagem das estações, porque nenhum outro movimento lhes resta. Existem, simplesmente, dividindo-se entre o corpo visível que se estende à luz e o corpo inferior que vive de forma encoberta.

Os seus frutos, contudo, são esperanças perdidas, Verão após Verão. Imagens do desejo de poder ser mais do que braços a estender-se ao céu, ao vento, à impiedade dos pássaros. Da vontade que todo o corpo, o poderoso corpo, pudesse sair da terra, com duas pernas móveis, e a fizesse estremecer de medo quando uma delas voltasse a pousar na superfície. Entre os homens e as árvores há tanto em comum que por vezes não se sabe onde começam uns e acabam os outros.

É o gosto obstinado de lançar raiz na terra funda, de dar fruto e espalhar semente. Samuel acredita que lhe basta um solo fértil para ser feliz e, sendo-o, permitir que todos o sejam tanto como ele. Mas a mulher sonha longe, os filhos guardam segredos e a força brutal dos seus gestos de patriarca deixa marcas inesperadas naqueles que ama.

No seu esperado regresso ao romance, Possidónio Cachapa colhe um livro onde a Natureza e o Homem vivem misturados, moldando-se e afeiçoando-se mutuamente, enquanto o tempo se some como um carreiro de água em terra seca.
 
Sangue Azul Gelado, de Iúri Buida

Lançamento a 30 de Junho - COMPRAR

Sinopse:
Alusões literárias, personagens peculiares, nomes singulares, acontecimentos estranhos. Drama, paixão, tragédia. Vidas atravessadas pela realidade de uma Rússia que teimava, nalguns aspectos, em ficar aquém do que preconizava a ideologia dominante. Este romance de Iúri Buida é mais uma demonstração de que, na literatura russa, existem temas eternos, mas que podem ser abordados de forma original. A história da vida e da morte de Ida Zmoiro, cujo protótipo foi a conhecida actriz soviética Valentina Karavaeva, é utilizada pelo autor para retratar um regime onde o indivíduo pode gozar da sua fama mundial desde que seja fiel ao ditador, mas «desaparece» logo que ousa ir contra as regras da ditadura. Expulsa dos ecrãs e palcos, Ida não baixa os braços e tenta sobreviver num ambiente cinzento e hostil, criando o seu próprio mundo: um quarto escuro onde continua a representar os seus papéis preferidos. Pouco tempo antes de morrer, Ida tinha-se levantado da cama, ao som das três horas da madrugada, para libertar uma Stomoxys calcitrans de uma caixinha onde a guardara por algum tempo, e assim manter o ritual. Mas desta vez a mosca não «ressuscitou» como de costume. Ida saiu de casa, com caixinha dentro do bolso, e não voltou mais. Morreria algum tempo depois. O povo de Chúdov atribuiu a culpa às «pombas». Seria Ida Zmoiro a última vítima? 

2 comentários:

  1. Olá Andreia,
    Estou muito curiosa com "Eu sou a árvore" :)
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isaura :)
      Também me chamou muito à atenção, aquela sinopse é qualquer coisa.
      Um beijinho*

      Eliminar

Obrigada pelo teu comentário! :)

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Seguidores

Também no Blogloving

Follow

Quem por cá passou

Este blogue não segue nem apoia o acordo ortográfico!
Todas as imagens e textos não feitos exclusivamente para este blogue, não me pertencem. Com tecnologia do Blogger.

Copyright © Gritos Mudos Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com